Autoestima

A autoestima é a nossa estrutura interna de adaptação e evolução. É o suporte interno que está lá quando enfrentamos desafios, problemas, críticas e obstáculos. Também nos permite notar as conquistas, reconhecer a nossa evolução, e criar e manter relações saudáveis. A autoestima é a relação mais importante que podemos alguma vez ter, a relação connosco.

 

O que é a autoestima?

Existe alguma confusão sobre o que é a autoestima, e como ela se distingue da autoconfiança. Por isso, muitos pais quando querem dar uma autoestima alta aos seus filhos, estão na verdade a usar estratégias para aumentar a autoconfiança.

O truque é tirar o prefixo e focar na palavra “estima” e “confiança”.

A confiança está relacionada com a minha capacidade de FAZER bem alguma coisa. Quanto mais treino, mais confiança tenho em determinada área. A estima, está ligada ao SER, a tudo o que sei sobre mim e como me relaciono com isso. Ou seja, ao sentimento que nutro pela pessoa que sou. 

Problemas de autoestima

Um dos problemas de autoestima mais comuns, é tomar os elogios como a receita para melhorar a autoestima. Os elogios apenas tornam a criança dependente de validação externa, assim em vez de aumentarem a autoestima tornam-na mais frágil.

Outro dos problemas de autoestima, é confundir pessoas aparentemente extra confiantes com pessoas com autoestimas saudáveis. Na maioria dos casos, uma criança que quer estar sempre no centro das atenções tem dificuldade em ver o seu valor-próprio, e precisa dos inputs externos constantes para se sentir validada. Normalmente, também apresenta uma fraca tolerância ao erro e à imperfeição. Identifica-se demasiado com o que faz, e com o que os outros pensam dela.

Para mim, um dos maiores problemas de autoestima é a comparação. Vivemos numa época de likes, validação automática, comparação constante e competitividade precoce. Uma sociedade que promove o “ser melhor do que”, em vez de “dá o teu melhor”. Isto dá origem a uma falsa autoestima, em que alguém se sente aparentemente confiante por comparação aos resultados dos outros. Quando esse pódio é ameaçado, a falsa autoestima cai por terra, ou dá origem a comportamentos mais agressivos para manter a situação.

Uma autoestima saudável e pronta para enfrentar os problemas da vida é uma construção sólida, e surge através da consolidação de 9 áreas distintas. Só assim a criança constrói uma estrutura interna verdadeira, que a apoia e permite desenvolver o seu verdadeiro potencial. 

Livro Eu sou Super

Como aumentar a autoestima?

Muitos pais querem saber como aumentar a autoestima infantil. Como mãe, e por ter consciência da importância de uma autoestima saudável, escrevi o livro “Eu sou Super - Pequenos Exercícios para uma Grande Autoestima”

Nele podes encontrar todas as diferentes áreas que devem ser fortalecidas para dar ao teu filho uma autoestima alta, e 50 actividades fáceis e divertidas para as fortalecer.

Para aumentar a autoestima é essencial trabalhar:

  1. Autoconhecimento. Primeiro é importante que a criança se conheça, que tenha consciência de tudo o que a torna única. Que note os seus pontos fortes e pontos a trabalhar, praticando a aceitação plena de todos.
  2. Emoções. Aceitar todas as emoções, trabalhar a autoregulação emocional, perceber que todas as emoções têm espaço para existir. 
  3. Presença. Cultivar a presença é tomar consciência de que somos os actores principais das nossas vidas, nesse momento recuperamos o nosso poder pessoal.
  4. Empatia, gratidão, e o impacto que tenho na vida dos outros.
  5. A minha rede. Notar as pessoas que estão lá para mim e me dão apoio.
  6. Autonomia e responsabilidade. Aprender a tomar decisões, fazer escolhas e ter um papel activo na nossa vida.
  7. Erro. Lidar com o erro de uma forma positiva, vê-lo como um ponto de aprendizagem num caminho de crescimento constante, em vez de um derrotista “eu não consigo”.
  8. Auto-cuidado. A forma como cuidamos de nós define a qualidade das relações que temos. Trabalhar a responsabilidade pessoal é um dos pilares de uma autoestima saudável.
  9. Voz interior. A forma como falamos connosco principalmente quando enfrentamos desafios, é essencial para a nossa qualidade de vida, para a motivação e autocompaixão. Devemos ser sempre o nosso maior amigo, e não o nosso maior crítico.

 

Tipos de autoestima

Autoestima baixa, autoestima alta e falsa autoestima são muitas vezes confundidas. A falsa autoestima, é uma aparente autoestima alta construída pela comparação ou apenas alimentada pela confiança numa área específica. A criança mais popular e extrovertida da turma, pode na verdade ter uma autoestima baixa e sentir-se em constante pressão para corresponder às expectativas dos outros.

 

Baixa autoestima

A baixa autoestima está muitas vezes escondida por uma aparente extroversão. Existem alguns sinais que podem revelar fragilidades na autoestima:

  • Dificuldade em ouvir críticas;
  • Procurar sempre elogios e validação externa,
  • Dificuldade em lidar com o erro e com falhar,
  • Resistência em ficar sem fazer nada;
  • Perfeccionismo;
  • Tentar agradar demasiado;
  • Valorizar muito a opinião dos outros;
  • Identificar demasiado o que se é, com o que se faz;
  • Ter uma voz interna muito crítica;
  • Ver o sucesso dos outros como fonte de competição em vez de inspiração.

 

Autoestima alta

Uma verdadeira autoestima alta é construída através do fortalecimento de 9 diferentes áreas referidas no livro “Eu sou Super - Pequenos Exercícios para uma Grande Autoestima”. Lá podes encontrar 50 actividades fáceis e divertidas, para fazeres com o teu filho, que vão revitalizar a sua autoestima e autoconfiança.

Pequenos passos para uma grande autoestima

Curso de autoestima

A Mãe Catita desenhou um super curso de autoestima, que vai ajudar-te a trabalhar as áreas necessárias para dar, finalmente, ao teu filho a autoestima que ele merece.

Com mais de 12 edições já realizadas, o workshop Pequenos Passos para uma Grande Autoestima surgiu da pesquisa para o livro “Eu sou Super - Pequenos Exercícios para uma Grande Autoestima”. Um curso de autoestima de 6h30, onde vais adquirir as ferramentas que precisas para ajudares o teu filho a ter uma autoestima saudável. Está cheio de exercícios práticos, momentos únicos e dicas úteis para fortalecer a autoestima infantil. Catita, não é?

Sabe mais sobre...


Sobre a Mãe Catita

Saber mais

Inteligência Emocional

Saber mais

Parentalidade Consciente

Saber mais

Cursos para Pais

Saber mais